domingo, 17 de março de 2013

dê flores, não dê motivos


Quer fazer uma guerra instantânea? Esqueça o dia do aniversário dela. Delete o dia dos namorados. Apague o dia internacional da mulher. Não lembre a data do aniversário de namoro. As mulheres gostam – algumas exigem – que os homens tenham calendários na memória. E sim, pode ser na memória do celular. Este tipo de cola é permitida. Não precisa saber quando foi que iniciou a Primeira Guerra Mundial. Ouse pensar quando foi o primeiro beijo.

Eu cheguei à conclusão que mulheres gostam de comemorar. É a desculpa para ganhar flores, abrir um vinho, jantar fora. Elas querem ser levadas para dançar. Querem ir a um motel, sair da rotina. Trocar a roupa de cama pela areia da beira da praia.

É a permitida infidelidade da rotina. É a expectativa de ganhar café na cama e a desculpa perfeita para poder extrapolar um pouco sem ser reprimida. Quem reclamaria de um decote no dia internacional da mulher? Corre-se o risco de ser queimado em praça pública junto com um sutiã por uma revolucionária militante do feminismo ferrenho. Jamais um homem dirá a uma mulher que o batom vermelho lhe deixa com boca de palhaço no dia do seu aniversário. Ou que esses batons rosa-muito-desmaiados-quase-brancos daquela marca famosa de três letras só são admissíveis se estiver no elenco de Baywatch. Datas comemorativas induzem à redução da capacidade crítica. Institui-se que é proibido reclamar da calcinha pendurada no registro do banheiro.

Agora, se pensam que a culpa é do sistema ou das mulheres, lamento. Estão equivocados. A culpa é da preguiça.

Um dia recebi flores sem motivos. Nem aparentes, nem escondidos. O cartão apenas dizia que todos os dias que passamos juntos são especiais. E têm sido.

Casais desaprendem com a convivência a comemorar a delícia de esticar a mão e fazer carinho em quem se ama. Desaprendem a escolher um bom vinho pelo simples prazer do momento, brindar a companhia, explorar restaurantes inusitados, viajar só para abandonar a casa.

O amor nunca precisou de justificativa. 

Não é preciso motivo especial para levar um café na cama. Ter acordado ao lado do amor da sua vida já é o motivo. O mais divertido da vida de um casal é a batalha conjunta para que todos os dias sejam especiais. Plante sorrisos no rosto do seu amor e colherá dias mais floridos do qualquer buquê. Mesmo assim, dê flores sem pretexto (e, por garantia, mantenha o calendário do celular atualizado com todas as datas). 




Love Me Do
Love, love me do
You know I love you
I´ll always be true
So please, love me do
Oh, love me do

Love, love me do
You know I love you
I´ll always be true
So please, love me do
Oh, love me do

Someone to love
Somebody new
Someone to love
Someone like you

Love, love me do
You know I love you
I´ll always be true
So please, love me do
Oh, love me do

Love, love me do
You know I love you
I´ll always be true
So please, love me do
Oh, love me do

Yeah, love me do
Oh, love me do


2 comentários:

Keila disse...

Aí você termina de ler o texto e começa a suspirar.
Tua felicidade aparece nas palavras.

Carlos disse...

Bah! Cada vez melhor...

PS. Calcinha no box é um Charme...