Pular para o conteúdo principal

você


Não existe no mundo um olhar como o teu. Quando o teu olho gruda em mim, é espuma de mar. É a cócega que faz na pele e deixa dúvida se a sensação foi só toque ou suspiro. É leve, mexe comigo pela delicadeza. A mesma delicadeza com que os teus cabelos enroscam nos meus quando dividimos o travesseiro para dormir mais juntos. Não precisamos ter cama de casal. Dormimos nas estrelas. Nosso sonho é ficar acordado. Deixamos a noite nua até virar dia entre nossos assuntos infinitos, gargalhadas e teorias. Você me diz que eu não acredito. Eu retruco que acredito sim. 

Depois que comecei a acreditar em amor à primeira vista, tua existência não me faz duvidar de mais nada. Toda a dedicação que eu vejo, todo o empenho, todo o cuidado se traduz em amor, escrito em mim pelas tuas mão. 

E aquela hora do dia que a gente se abraça na frente do espelho para acreditar que é real? E aquela hora da noite que levantamos as persianas para que a cidade morra de inveja? E todas as horas que não tiramos do pensamento, trocando mensagens, sentindo saudade e fazendo planos para daqui a pouco? Vivemos muito bem juntos.

Você é o meu lar. 

Você tem o cheiro que eu amo e os beijos que eu desejo. Tem o carinho que eu preciso e o melhor sofá. Não erramos ao sentar separados porque nossas palavras precisam de espaço e vento. Acertamos em sentar perto porque nossos contornos precisam se tocar. 

Você ri do meu jeito, elogia a minha comida, descreve os meus hábitos, estica o lençol. E me cutuca para eu prestar mais atenção. Você diz que a nossa planta está mais feliz olhando pela janela. Você guarda histórias da família para dividir comigo e decorar a sala. Você me empresta a mãe, rouba meus pais e meu filho.  

Eu te admiro. 






My Funny Valentine
My funny valentine...
Sweet, comic valentine...
You make me smile with my heart
Your looks are laughable, unphotographable
yet your my favorite work of art

Is your figure less than Greek?
Is your mouth a little weak?
When you open it to speak,
are you smart?
But don't change a hair for me
Not if you care for me
Stay little valentine
Stay
Each day is valentine's day.

Is your figure less than Greek?
Is your mouth a little weak?
When you open it to speak,
Are you smart?
But don't change a hair for me
Not if you care for me
Stay little valentine
Stay
Each day is Valentine's Day




Comentários

Nathalia disse…
pfvr, chorando com este texto. Quanta beleza!
Vivian Rodrigues disse…
que lindo Lou!!! amei, é exatamente assim a minha sintonia com o meu marido! somos privilegiadas!!! bjoka
Anônimo disse…
Parabéns! Sempre lindo oq vc escreve e o amor que transparece em cada foto de vcs! Beijos
Leninha Ramos disse…
Que coisa mais linda!!
Dia de fazer limpeza na caixa de emails...esse estava guardado há um mês ( Tudo que me interessa no TT mas não tenho tempo de ler na hora envio por mail..sou dessas)...que delicia ler algo tão lindo e inspirador a essa hora da tarde. Nossa, que sorte do Ico ter encontrado uma mulher tão cheia de poesia e amor como vc.
Parabéns pelo casamento. Que a vida de vcs seja SEMPRE e Pra Sempre cheia de amor, encantamento e muito vinho!!
beijão, sua Linda!
Leninha Ramos

Postagens mais visitadas deste blog

simpatia para parar de chover

Só para seguir a tradição, chove. Nos primeiros dias das minhas férias na praia é sempre o que acontece. O primeiro dia geralmente tem um sol sedutor, um calor de matar, mar lindo. Depois chove. Eu gosto de chuva. Mesmo na praia, mesmo de férias. Mas também gosto de aproveitar o mar, a areia, gosto de caminhar, de tostar no sol e ficar enfarofada junto com o meu filho, usar chinelos em vez de galochas.
Por isso aprendi várias simpatias!
Sueli, que trabalha na minha casa desde a pedra fundamental, disse que se deve jogar um punhado de sabão em pó no telhado. Pedir para Santa Luzia limpar o tempo. Já fiz isso. Considerando o preço do sabão em pó, gostaria de saber se a santa poderia limpar o tempo com sabão em barra. Sem falar que no ano passado sofri um pequeno acidente Bem na horinha que fui jogar o sabão, bateu um vento que trouxe todo o pozinho azul direto para o meu rosto. Nunca tive olhos e boca mais brancos! Sem manchas desde a primeira lavagem.
A avó do meu amigo Felipe, Dona Sa…

a noiva do vento

Peça para uma criança definir o vento. Eu apenas acreditava na existência real do ar quando ele virava vento. Quando era tomado de força, ganhava forma, movimento, atiçava a minha curiosidade. A observação do vento ainda atrai os pequenos. Na pracinha aqui perto havia uma menina sentada à sombra com a mãe. Olhava com atenção as folhas secas que trocavam de lugar no chão. Nem balanço, nem gangorra, a garota estava descobrindo o vento.
O vento tem intimidade com a paixão.
Oskar Kokoschka pintou A NOIVA DO VENTO com pinceladas desesperadas, cores nervosas, num quadro que emoldura a própria enxaqueca do abandono. Na obra, uma mulher adormecida sobre um corpo masculino, cujos olhos não passam de órbita vazia – tradução da ausência de vida. A mulher não o deixa, mesmo que ele já a tenha deixado. Mesmo que ele já esteja morto. A ausência de qualquer conotação sexual pela ausência de cores quentes (vermelho, laranja) e o excesso de tudo aquilo que pode faltar, que remete ao gelo e à solidão pe…

joelho

Coisa bem feia é joelho. Não me afeiçoa a palavra, nem a parte do corpo, em que pese reconheça a importância. Tanto reconheço, que se eu jurar algo pelos meus joelhos, será verdade. Justifico: me falta a memória para lembrar quando a expressão surgiu, talvez, nos idos de 2010. Acho. Eu fui muito dramática em 2010.
Pode ser que, embalada por um café passado, quase frio e sem açúcar, não menos amargo que a pauta da conversa com um amigo, tenha surgido a dúvida sobre algum sentimento que profetizei.
“Jura" - ele deve ter perguntado. “Pelos meus joelhos, juro pelos meus joelhos!” - lembro de ter respondido.
Os joelhos são feios e úteis. São complicados e importantes. Entre o fêmur, a tíbia e a fíbula; colaterais, cruzados e meniscos. É como o amor. Entre o eu te amo, a entrega e a vida; medos, expectativas, preservação.
Por que as crianças estão sempre com os joelhos ralados? Porque são destemidas. Até que se abra o primeiro corte, que se faça a primeira cicatriz. Até que o pai advirta.E…