terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

final alternativo

Da série dialoguinhos.

****

- Isso é um fora?



- Não era pra ser.


- Mas o que acontece agora? Tu sai pela porta, pega a bolsa, o lenço e vai embora.


- É...


- Mesmo assim não é um fora?


- Se me deixares sair sem explicar todos os porquês que tu queres perguntar, não vai ser um fora. Vai ser um tchau.


- Se tu não vais voltar, vai ser um adeus.


- Olha, chama do jeito que mais te agrada, eu prefiro só sair pela porta.


- E depois?


- Depois o quê?


- O que acontece?


- O mesmo de sempre... a noite vira dia, o dia vira noite, que vai virar dia de novo...


- Jamais vou te entender.


- Jamais vou me explicar.


- Ainda assim, eu gosto do teu jeito.


- Ótimo. Sem mágoas?


- Não.


- Certo, com mágoas, então.


- Ainda não sei, vou descobrir amanhã, quando acordar.


- Muito bem.


- Para onde tu vais agora.


- Para o elevador.


- E depois?


- Para baixo. É onde fica a portaria, não?


- Sim, mas do jeito que tu és, não me surpreenderia ir até o terraço e sair voando.


- Hmmm... vou pensar sobre isso para uma próxima vez! Te cuida, certo?


- Olha só... vou deixar a porta aberta.


- Pra quê?


- Para uma próxima vez.

Um comentário:

BETO disse...

Repetindo o q eu falei p vc no telefone: sempre torço para dar certo porem é mais legal quando dá errado.
bj